Conteúdo Extra

Arautos do Amor

Hoje estamos vivendo dias complicados, o caos está instalado em vários setores da nossa sociedade, não só aqui, mas ao redor do mundo. São momentos de tantas incertezas e dúvidas e sempre teremos a oportunidade de colocar para fora tudo aquilo que preenche os nossos corações. Certamente, só poderemos transmitir para os outros aquilo que já está dentro nós, pois a boca fala daquilo que o coração está cheio.

Um dos maiores ensinamentos de Cristo foi quando ele respondeu aos seus interrogadores: “Ouve, Israel, o Senhor Deus é o único Senhor , Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes”. Marcos 12:30-31

Como servos de Cristo, devemos fazer como o apóstolo Paulo escreveu em sua primeira carta aos Coríntios “Sede meus imitadores, como eu o sou de Cristo”. Precisamos entender que amor não é somente um sentimento, o amor é demonstrado principalmente através de nossas atitudes, nossas ações. Jesus espera de nós um amor intencional, que se importa com as pessoas nas grandes e pequenas coisas.

Nesta pandemia temos uma grande oportunidade de demonstrar o que o Espirito Santo de Deus já plantou em nossos corações, e esse amor que foi gerado em nossos corações deve ser multiplicado INTENCIONALMENTE, fazendo com que as pessoas que estão ao nosso redor possam ver refletido em nós o Cristo através das nossas atitudes … quando acolhemos, como ajudamos, como escutamos, quando sorrimos e quando choramos juntos.

Então sejamos arautos do amor que gera vida nas nossas famílias , no nosso trabalho , na nossa faculdade, por onde você passar, deixe as marcas do amor de Cristo através dos seus passos e atitudes, onde o Cristo que amamos e servimos será exaltado e glorificado. Tenha a certeza que o grande abençoado nessa história será você: mensageiro do “Amor que Gera Vida.”

“Ele nos amou, não porque somos amáveis, MAS PORQUE ELE É AMOR”

C.S Lewis

MAURO VIEIRA
Brasília – DF